Compra para terceiros no cartão de crédito – Vantagem ou cilada?

Duvido que algum dos leitores nunca foi solicitado a emprestar o cartão de crédito para uma compra de terceiros! Ah, esqueci que você pode não ter cartão, mestre! 😀

Que seja realmente emprestando o cartão pessoalmente OU fazendo uma compra para a pessoa – em uma loja, internet etc.

As duas formas são péssimas, claro! Mas ao menos na segunda opção você ainda tem um certo controle sobre a compra e valor, diferentemente de emprestar o cartão para uma possível compra de R$ 500,00, por exemplo, e no final do dia constar muito mais do que isso na sua fatura. E agora, José?

Já fez uma compra hoje – no seu cartão! – para alguém?

Comigo já aconteceu e não foram poucas vezes, limitando-se apenas aos parentes (amigos e “colegas” nunca pediram, graças a Deus). O problema disso é que após a primeira vez “já era”; perdeu a virgindade e daqui a pouco vai perder o cartão também.

Você usa o seu cartão “com todo o cuidado” e aí vem um descontrolado que não tem um mísero cartão – ou se tem, há o limite de R$ 100,00 no “roxinho”, – reflexo de toda incompetência financeira da sua vida, na maioria das vezes. Então a pessoa que sempre atrasou faturas e está “fudido” com as finanças vem te pedir para fazer uma compra no SEU CARTÃO?! Pode isso???

Como disse lá em cima, após a primeira vez isso irá virar rotina, e se você não tiver pulso firme poderá lhe trazer problemas (ÓBVIO!), sejam familiares, mentais e, principalmente, financeiros.

Já disse aqui em casa para a esposa que não quero mais que fulano, ciclano e beltrano me peçam para comprar nada; um desses já atrasou fatura comigo a anos atrás, mas agora está “andando direito”. Os demais sempre pagam, mas às vezes tenho que ficar lembrando: “Ow, dia X está chegando, você me deve R$ X e tenho que pagar a fatura! “. Também há o sofrimento do possível não pagamento…

Vantagens?

Será que posso dizer que pontuação no cartão é vantagem diante de certo stress e risco de não receber? É piada, né?! 😀

Como disse antes atualmente ninguém fura comigo o pagamento, mas gera aquelas dúvidas mensalmente: Será que vai atrasar? Será que vai pagar? Será que vou precisar lembrar?

Mesmo que não me paguem no dia eu sempre pago a fatura, é ÓBVIO, meu caro Watson! E depois recebo deles (querendo cobrar juros dignos dos bancos).

Juros dignos dos bancos.

De volta a “vantagem” já troquei pontos em quase R$ 800,00 de produtos em pouco mais de 1 ano.

Agora estou pensando é na desculpa que posso dar para cortar de vez o mal pela raiz, e estou aceitando sugestões! 🙂

O mais engraçado disso tudo é que não temos obrigação alguma de fazer isso, mas se por acaso você negar, a pessoa ainda “vira as costas” para você… E você aproveita e dá um pontapé na bunda e manda ela pra longe para que nunca mais volte! 😀

That’s all folks!