Um mundo onde todos são iguais

Parece que o futuro chegou mais rápido do que pensávamos, pois estamos rodeados de robôs programados para fazer as mesmas coisas diariamente.

Não sei vocês, mas grande parte dos meus “amigos” (vulgo seguidores) fazem as mesmas coisas; postam as fotos de comida, de piscina, foto sorrindo e com “frase positiva” na legenda e no story, mas isso não é nada comparado aqueles vídeos curtos (boomerangue) em que realmente parecem robôs com pane no sistema e ficam repetindo os movimentos como idiotas, para trás e para frente; abrindo e fechando a boca e por aí vai. PQP! Aquilo ali pra mim é o fim.

Parece não haver mais identidade (na verdade hoje em dia tem mais identidade do que países existentes, né?! Deixemos pra lá… :P); a maioria se veste igual, vai nos mesmos lugares e fazem as mesmas merdas para se sentirem “cool”, e ai de você se não fizer, pois irão taxá-lo de ignorante, burro tecnológico e até mesmo mão de vaca.

Fernando Collor ⏳🇧🇷 on Twitter: "Pessoal, no #tbt de hoje relembro o fim  da aventura nuclear que queriam colocar o Brasil. Como presidente da  República, em ato público, no dia 19 de
Collor jogando a última pá de cal

Para finalizar minha indignação da qual não posso gritar aos quatro ventos por aí para não ser internado em um hospital psiquiátrico, fico triste ao ver o caminhar da humanidade e a expansão de apps como TikTok e Kwai, que parecem feitos propositalmente como forma de emburrecer o povo. Vejo-os como a última pá de cal sobre a humanidade.

Lembre-se que o que temos de mais precioso enquanto estamos aqui é o nosso TEMPO. Não temos como comprar tempo; o minuto passado já passou e não volta.

Papai dos Investimentos

Quando nascemos já temos um contador regressivo do qual nunca saberemos em qual posição ele está; pode ser que haja apenas 1 hora restante, quanto pode ser que você ainda tenha 16.425 dias de vida… Nunca saberemos.

Então valorize o seu tempo e pare de ver idiotices e de deixar idiotas ricos através de views.

Papai dos Investimentos

That’s all folks!

Golpes digitais, sequestro-relâmpago e o bendito PIX

Com a novidade do PIX vieram algumas facilidades, porém, em contrapartida surgiram diversos golpes digitais e até mesmo a volta (ou aumento) do sequestro-relâmpago. Realmente o Brasil não é para amadores, como dizem por aí.

Diante disso agora os bancos estão limitando os valores até R$ 1000,00 para transferências durante a noite, entre 20h e 06h, para tentar coibir este último tipo de crime. É possível solicitar o aumento do limite, mas isso também requer a espera de um prazo que varia de 24h a 48h, justamente para evitar que um bandido faça a solicitação e o aumento fique disponível na hora.

Também há a opção de cadastrar previamente algumas contas que podem receber valores além do limite.

Para mais informações acesse: https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2021/08/27/apos-sequestros-relampagos-bc-divulga-novas-regras-de-seguranca-para-pix.htm

Como EU me protejo?

Por mais que eu não seja nenhum ricaço que mora em uma mansão na zona sul da cidade e desfila em um carro de 300k, fiz algumas mudanças para evitar (ou minimizar) qualquer surpresa desagradável, seja sequestro ou roubo digital, afinal eu suei e continuo suando muito para ganha-lo.

Alguém disse proteção?

O que eu fiz:

  1. Diminui o valor da LIS disponível (tinha mais de R$ 5.000,00 pré-aprovado; agora tenho R$ 300,00). Recordando o passado utilizei LIS em raras ocasiões e mesmo assim valores abaixo de R$ 100,00 e que eu pagava no mesmo dia;
  2. Retirei parte do dinheiro da poupança que era uma reserva de emergência e coloquei em um CDB onde consigo sacar com 2 dias após a solicitação. Então fico praticamente zerado na conta corrente/poupança. Outro montante da poupança coloquei no Tesouro;
  3. Cancelei o empréstimo pré-aprovado no banco (+ de R$ 30.000,00).

VERDADE SEJA DITA: OS BANCOS QUEREM QUE VOCÊ SE FODA. LIMITES EXORBITANTES E QUE MUITAS VEZES NÃO CONDIZEM COM A SUA REALIDADE, DIGA-SE HOLERITE.

NÃO SE ENGANE ACHANDO QUE O BANCO É “BONZINHO”.

Papai dos Investimentos

Dicas para evitar (ou minimizar) surpresas

  1. Não saia clicando em tudo quanto é link/site na internet, seja no computador ou no smartphone, principalmente enviados por SMS;
  2. Antivírus no computador e no smartphone é o mínimo para sua segurança digital;
  3. Cuidado ao instalar apps/jogos pouco conhecidos em seu smartphone e fique atento as permissões que o mesmo solicita;
  4. Mantenha sua foto do WhatsApp disponível apenas para seus contatos (Configurações > Conta > Privacidade > Foto do perfil);
  5. Habilite a confirmação de duas etapas (Configurações > Conta > Confirmação em duas etapas);
  6. Desconfie SEMPRE que algum conhecido te pedir dinheiro no WhatsApp. Ligue para a pessoa (por ligação e não por ligação do WhatsApp) e confirme se é realmente a pessoa que está pedindo emprestado; vale até mesmo fazer uma chamada de vídeo neste caso;
  7. Habilite o PIN no seu chip. Dessa forma sempre que colocarem o seu chip em um celular ou reiniciar o seu, deverá informar o código para que consiga utilizá-lo. Este procedimento varia em cada sistema operacional, então consulte o Google.

Essas são dicas simples mas que muitas pessoas ainda pecam.

Mais dicas de segurança: https://g1.globo.com/economia/tecnologia/quiz/faca-o-teste-e-descubra-se-sua-conta-no-whatsapp-esta-protegida.ghtml

Dica suprema

Ainda não implementei essa dica, mas faz total sentido e realmente te protege de qualquer sequestro: um celular extra.

O celular das finanças e com apps de corretoras, bancos, etc., fica em casa e só é utilizado para o que realmente deve ser feito com ele.

O celular da diversão fica com você 24h e tem os apps de comunicação, jogos e firulas (talvez até o app de um banco “desses aí menos conhecidos” e com R$ 0,00 na conta). Então se te roubarem/sequestrarem, dos males o menor.

Tem alguma dica? Compartilha aí com a gente!

That’s all folks!

Compra para terceiros no cartão de crédito – Vantagem ou cilada?

Duvido que algum dos leitores nunca foi solicitado a emprestar o cartão de crédito para uma compra de terceiros! Ah, esqueci que você pode não ter cartão, mestre! 😀

Que seja realmente emprestando o cartão pessoalmente OU fazendo uma compra para a pessoa – em uma loja, internet etc.

As duas formas são péssimas, claro! Mas ao menos na segunda opção você ainda tem um certo controle sobre a compra e valor, diferentemente de emprestar o cartão para uma possível compra de R$ 500,00, por exemplo, e no final do dia constar muito mais do que isso na sua fatura. E agora, José?

Já fez uma compra hoje – no seu cartão! – para alguém?

Comigo já aconteceu e não foram poucas vezes, limitando-se apenas aos parentes (amigos e “colegas” nunca pediram, graças a Deus). O problema disso é que após a primeira vez “já era”; perdeu a virgindade e daqui a pouco vai perder o cartão também.

Você usa o seu cartão “com todo o cuidado” e aí vem um descontrolado que não tem um mísero cartão – ou se tem, há o limite de R$ 100,00 no “roxinho”, – reflexo de toda incompetência financeira da sua vida, na maioria das vezes. Então a pessoa que sempre atrasou faturas e está “fudido” com as finanças vem te pedir para fazer uma compra no SEU CARTÃO?! Pode isso???

Como disse lá em cima, após a primeira vez isso irá virar rotina, e se você não tiver pulso firme poderá lhe trazer problemas (ÓBVIO!), sejam familiares, mentais e, principalmente, financeiros.

Já disse aqui em casa para a esposa que não quero mais que fulano, ciclano e beltrano me peçam para comprar nada; um desses já atrasou fatura comigo a anos atrás, mas agora está “andando direito”. Os demais sempre pagam, mas às vezes tenho que ficar lembrando: “Ow, dia X está chegando, você me deve R$ X e tenho que pagar a fatura! “. Também há o sofrimento do possível não pagamento…

Vantagens?

Será que posso dizer que pontuação no cartão é vantagem diante de certo stress e risco de não receber? É piada, né?! 😀

Como disse antes atualmente ninguém fura comigo o pagamento, mas gera aquelas dúvidas mensalmente: Será que vai atrasar? Será que vai pagar? Será que vou precisar lembrar?

Mesmo que não me paguem no dia eu sempre pago a fatura, é ÓBVIO, meu caro Watson! E depois recebo deles (querendo cobrar juros dignos dos bancos).

Juros dignos dos bancos.

De volta a “vantagem” já troquei pontos em quase R$ 800,00 de produtos em pouco mais de 1 ano.

Agora estou pensando é na desculpa que posso dar para cortar de vez o mal pela raiz, e estou aceitando sugestões! 🙂

O mais engraçado disso tudo é que não temos obrigação alguma de fazer isso, mas se por acaso você negar, a pessoa ainda “vira as costas” para você… E você aproveita e dá um pontapé na bunda e manda ela pra longe para que nunca mais volte! 😀

That’s all folks!

E seus investimentos P2P?

Após o que considero o “boom” dos investimentos P2P (~ 2019), como andam seus investimentos desse tipo? Prejuízos? Lucros?

Nessa época investi R$ 1000,00 (sabendo dos riscos, claro) em uma operação que prometia por volta de 420% do CDI, estimando um retorno anual de 27,72%/ano e com prazo previsto de cerca de 18 meses.

P2P

Se não me engano o score da empresa era C1 (de acordo com a régua da empresa que fazia a intermediação); acabei “investindo” para conhecer o processo e tentando ganhar algo além do esperado (sim, novamente, já sabendo dos riscos – logo, podendo ganhar ou perder). Antes que eu esqueça, na época C1 era a pontuação “melhor” que tinha na plataforma em questão, ou melhor, que havia para investir, pois as que possuíam pontuação A e B já haviam alcançado o valor que precisavam.

Após as devidas explicações, minha situação atual é:

  • “Recuperei” até então R$ 800,00 e poucos reais;
  • Último pagamento seguindo o cronograma foi realizado pela empresa devedora em 2020;
  • Houveram acordos etc., entre a empresa que faz a intermediação e a empresa devedora;
  • Em 2021 houveram por volta de 3 pagamentos (após acordos);
  • E ainda restam mais de 15 parcelas para receber.

EDIT: Não podemos esquecer da crise (COVID) que “bagunçou” o mundo/economia, sendo a maioria os pequenos empreendedores.

That’s all folks!

Feedly para acompanhar todos os blogs

Hoje em dia é praticamente impossível acompanhar todas as notícias, blogs etc, concorda?

Para tentar resolver isso passei a utilizar o Feedly, uma ferramenta bastante útil para concentrar todos seus feeds em um único lugar, receber um resumo de cada um deles, criar categorias, salvar determinado post para ler depois, dentre outros recursos.

Interface do Feedly

Sou do tempo do Feedburner, mas um tempasso atrás a Google disse que iria encerrá-lo, porém parece que voltaram atrás e agora optaram por atualizá-lo.

That’s all folks!

Não morri (ainda)

Espero que todos estejam bem, mesmo diante de tudo que já aconteceu e continua acontecendo (mesmo que em um menor nível) nestes praticamente 2 últimos anos.

Meu último post foi em julho/19 e de lá pra cá muitas coisas aconteceram – igual acontece com a maioria das pessoas e não nos importamos e vamos vivendo (ou sobrevivendo) dia após dia.

Vou colocar ordem nas “coisas da casa” e voltar a publicar por aqui, nem que seja ao menos 1 vez por mês.

Às vezes é díficil publicar algo e tentar não dar tantos detalhes da vida pessoal (por questão de segurança, óbvio). Por exemplo, o que faço cotidianamente, investimentos que possuo, trabalho, lazer, livros que estou lendo etc etc etc, tudo isso acaba se tornando um grande quebra-cabeça por aqui, mas que se algum conhecido juntar as peças irá acabar decifrando a imagem final, e que, no caso, será EU.

Tento diversificar os temas que posto para não ficar tão massante só com publicação de balanço mensal (não critico os que o fazem e admiro sua determinação), além de chamar a atenção dos demais usuários outros assuntos que julgo serem interessantes compartilhar.

That’s all folks!

Não espere resultados diferentes fazendo as mesmas coisas de sempre

Em Julho/18 escrevi um post com meu Balanço Patrimonial referente ao mês/ano em questão. Na ocasião terminei com a seguinte citação:

Lembre-se: não espere resultados diferentes fazendo as mesmas coisas de sempre.

Pois é, já se passou 1 ano e 19 dias e continuo fazendo muitas coisas da mesma forma. O que quero dizer é que continuo errando nos mesmos pontos.

Por que é tão difícil mudar velhos hábitos?

Confesso que já li bastante, assisti a vídeos e “sei” muitas coisas sobre isso, mas a inércia parece imperar e não permite que se coloque em prática muitas dessas…

Tudo bem, não vou me apegar somente às coisas ruins, já que houveram e estão acontecendo muitas coisas boas.

Uma delas é um investimento que comentei por aqui em Março/19. Dei como presente para minha esposa umas aulas de direção dessas para “quem já tem habilitação mas tem medo de dirigir”. Foi uma das melhores coisas que já fiz!

Agora ela dirige e me ajuda com coisas que antes só eu fazia, por exemplo: ir ao mercado, levar filho para escola, ir na casa da mãe… Este sim foi um tremendo investimento! E havia mais de 12 anos que ela não tinha se quer tocado em um carro.

Enfim, apenas um desabafo para não deixar o blog morrer de vez.

That’s all folks!

 

 

 

Como estão suas metas de início de ano?

E aí pessoas! Espero que estejam todos(as) bem.

Disse em outro post que ando muito ocupado, além de não estar investindo em nada financeiramente (por falta de money = excesso de gastos além do salário) 😦

Fonte: Unsplash

Tudo começou basicamente após a minha frustrada investida empreendedora do carnaval (se você não viu, clica aqui e veja). Mas a vida segue…

Estou fazendo especialização na minha área e, com isso, vieram gastos (sim, poderia evitar se houvesse planejamento). Também estou fazendo curso de idioma, mas neste caso recorri ao meu pai e ele me deu o 1º semestre de presente (pai, aguardo a ajuda também nos outros semestres restantes…) 😀

 

 

De volta ao assunto, estipulei no início do ano:

  • Curso de idiomas;
  • Especialização;
  • Proventos extras;
  • Organizar minhas finanças;
  • Investir.

Todos nós sabemos que quando algo não sai como esperávamos ficamos sujeitos a tristeza e a “puteza” (ao menos comigo é assim). Me sinto um “lixo” que não consegue fazer acontecer, principalmente hoje em dia onde somos bombardeados por fotos chamativas de locais, gadgets, carros, viagens etc, que nossos “amigos” estão desfrutando, mesmo sendo que em 99% das vezes tudo seja dividido em “suaves prestações” que durarão bons meses até a eternidade.

 

Fonte: Unsplash

Não somente isso, mas também a “cobrança” para você ser bem sucedido, se destacar, ser o melhor… Pode ser neura minha ou apenas a cobrança que eu mesmo me faço em demasia. Sinceramente, não sei.

Tenho que aprender a ser grato às coisas que tenho, isso é fato. Sei que a vida pode não seguir do jeito que eu queria, mas não é o fim do mundo e cabe unicamente a mim fazer diferente para que as coisas aconteçam diferente… É tão simples quanto 2 + 2 = 4.

Quero abordar um tema e não sei como começar, mas essa merda já arruinou muito minha vida e nos momentos de tensão volta e meia, volta a me assombrar, igualmente nestes últimos dias.

Confesso que sou um viciado em pornografia.

Para muitos isso pode soar como safadeza, mas saibam que é um problema real e tenho uma luta diária contra isso.

Não estou no clima para falar a respeito por enquanto, mas eu realmente quero compartilhar isso para poder ajudar quem mais precisar de ajuda. Essa merda já me fez (e faz) perder muito tempo procrastinando, tendo contatos de risco, pensamentos negativos etc; já são mais de 20 anos com isso 😦

Qualquer vício virá para tentar (ilusoriamente) acabar com sua angústia, stress, dor etc, mas no fim, após o prazer imediato, os problemas vem piores do que antes e você cai em sã consciência de que aquilo não é legal. E acaba entrando em um ciclo vicioso, onde qualquer stress da vida (que com certeza não é como gostaríamos que fosse e é justamente isso que faz ela ser o que é) faz com que você recaia… e recaia… e recaia.

Por enquanto deixo este site para quem interessar: http://vicioempornografiacomoparar.com/vicio-em-pornografia-o-que-e/

That’s all folks!

Não…

morri e nem fiquei rico AINDA!

Como a maioria da finansfera tenho muitos posts parados no meio do caminho, mas que infelizmente ainda não consegui finalizar.

Confesso que minha vida anda bastante corrida já que estou fazendo especialização, curso de idiomas, capacitações, exercício físico…Wow! O maior investimento que você pode fazer é em você mesmo, ou seja, é se capacitar, sem sombra de dúvidas, pessoal.

Um cara que sempre assisto aos vídeos e que me faz refletir sobre o que estou fazendo atualmente é o David Goggins. Se ainda não ouviu falar dele assista ao vídeo a seguir:

Por enquanto é isso, pessoal!

Tentarei fazer meu balanço patrimonial em breve (porém não houveram mudanças), mas sigo firme e agora com objetivos estabelecidos.