O que aprendi ao empreender no Carnaval

Olá pessoal! Espero que estejam todos bem, principalmente após o carnaval.

Minha esposa e eu não gostamos de carnaval, então desde o ano passado eu já estava com a ideia de fazer dinheiro através deste evento em 2019. Conforme viram em meu Balanço de Fevereiro fiz algumas compras em um de meus cartões e coloquei tal informação como observação no post em questão.

Fonte: https://unsplash.com/@eufdias

Na época eu não disse o que era, mas, basicamente, comprei 2k de bebida pensando em faturar uma grana extra durante apenas 3 dias de carnaval.

Como aqui falo praticamente sobre tudo, então vou mostrar meus erros e acertos com essa decisão para que sirva de alerta e dica para todos que por ventura venham a ler este conteúdo e queiram se aventurar com a venda em eventos, sejam eles grandes ou pequenos.

Planejamento

Como tive essa ideia bem antes do evento, comecei a cotar o valor das bebidas com certa antecedência para garantir um preço interessante e um ganho maior de lucro, afinal, quanto mais as pessoas buscam por algo, maior será o preço desse produto (tudo bem, eu entendo que isso vale principalmente quando o mesmo está escasso – vide a crise da gasolina). Mas eu imaginava que perto do carnaval os preços fossem subir, sendo que isso aconteceu em alguns casos, mas também ficou mais barato alguns dos produtos que ia vender…

No início fiz uma pesquisa rápida e vi as três cervejas mais consumidas no carnaval passado, então criei uma planilha e comecei a cotar o valor das mesmas em diversos estabelecimentos. Faltando aproximadamente um mês para o carnaval fui nos locais onde encontrei mais em conta a lista de produtos que queria e comprei, totalizando R$ 2055,00.

Após isso estabeleci um valor de revenda e pude ver o lucro que teria se tudo ocorresse conforme eu pensava. Mas, como o mundo não gira em torno de nosso umbigo, é óbvio que as coisas não foram da maneira que eu esperava.

Obs: Como não tinha ideia de quanto gelo iria precisar acabei deixando essa informação de lado, mas o valor está correto para o pacote de 20kg aqui em minha cidade.

Conforme disse antes eu pretendia trabalhar apenas 3 dias, então estipulei que diariamente venderia: 60 Skol, 60 Brahma, 32 águas… etc, simplesmente dividindo a quantidade total por 3 (dias).

Reparem que se tudo ocorresse conforme planejado eu teria um lucro de R$ 1688,48!

Onde erramos?

Autorização da prefeitura

  • O carnaval foi patrocinado em grande parte por uma das maiores empresas de bebida do ramo, logo era necessário o cadastro dos vendedores ambulantes, porém só no último dia do prazo estipulador é que fiquei sabendo de tal informação (que já estavam cadastrando). Explico: desde o início confesso que não me preocupei com isso, porém se eu tivesse a autorização iria facilitar mais (acredito eu), já que pegaria as bebidas direto da empresa a um custo mais baixo, além de evitar qualquer possível estresse por parte de fiscais/polícia no caso de não ter o crachá e o colete do patrocinador (e graças ao Criador do Universo isso não aconteceu. Amém!).

Carrinho para transporte

  • Desde o início eu estava pensativo quanto ao uso ou não do carrinho para transportar a caixa de isopor; pedi até a conhecidos, porém na “hora H” acabei optando pelo plano original e mais “fácil”: parar em um local e abrir o porta malas do carro onde estava a caixa de bebidas. Já perceberam o problema? Você fica preso apenas em um local; não pode ir para o meio da multidão onde está o povo que quer o seu produto, então parávamos em ruas paralelas à rua principal onde o bloco iria passar e aproveitávamos os transeuntes. Dessa forma também evitávamos brigas com os credenciados que estavam na multidão.

Horário de trabalho

  • Temos um filho pequeno, então dependíamos de parentes para olhá-lo enquanto íamos trabalhar, por este motivo não demorávamos a voltar evitando ficar até tarde da noite na rua (também por questão de segurança, claro). Além disso, acordávamos por volta das 09h para só então sair às 13h para vender, sendo que haviam diversos blocos que começavam seus desfiles às 08h.

Próprio isopor

  • Como era de se esperar muitos foliões levaram bebidas de casa. Tudo bem, cada um tem a sua preferida e ainda economiza 😀
Fonte: https://unsplash.com/@bryanangelo

Variedade de bebidas

  • Tudo bem, não tem como adivinhar o que o folião iria beber, por isso foquei na compra das três marcas mais vendidas para tentar abranger a maioria, mas houveram muitos casos onde alguns queriam Skol Puro Malte, Heineken, Bud… Poderia ter comprado menos quantidade de cerveja e mais variedade (pelo menos mais 2 ou 3 marcas).

Catuaba?

  • Em 2018 vi muitos foliões comprando garrafas e mais garrafas de catuaba, então foi o que eu fiz: comprei 24 e vendi apenas uma! Como não temos o costume de sair para balada eu não tinha a menor ideia do tal do “Corote”, a bebida “queridinha” do carnaval de 2019.

Onde acertamos?

Bebida gelada

  • Enquanto muitos colocavam a cerveja para gelar na hora em que chegavam ao bloco, a nossa já estava no gelo a mais de 3 horas! Com isso muitos foliões compravam, voltavam e divulgavam para outros que a nossa cerveja era a mais gelada!

Blocos de bairro

  • No primeiro dia de carnaval fomos para o centro da cidade e vimos mais vendedores credenciados do que foliões! Então optamos por ficar nos blocos de bairro, onde a concentração era bem menor e não teria tantos olhares/fiscalização.

Diferencial

  • Sempre fomos educados com as pessoas, mesmo após uma recusa nós a agradecíamos e falávamos que estaríamos ali. Outro detalhe foi oferecer guardanapo e copo, que 95% dos vendedores nem sequer possuía.

Plano B

Com certeza aprendemos muito nesses dias e, claro, tínhamos um “plano B” desde o início: repassar a preço de custo as bebidas que sobrassem para nossos conhecidos que tem bar.

Aprendizado

É fato que nem tudo saiu conforme planejamos e não recuperei o dinheiro investido. Quem diz que é fácil estará mentindo, fora que há o cansaço, a “vergonha” (que depois da primeira venda você acaba perdendo), a inexperiência, a empolgação… Mas tudo isso gerou um enorme aprendizado, que mesmo tentando prever todas as situações antes do evento, acontece uma ou outra coisa que foge do controle, mas devemos estar atentos a isso e buscar contornar a situação. Mas uma coisa é certa: haviam muitos vendedores e apenas um vendedor de lanche em determinado bloco! E este lucrou muuuito 😀 😀 😀 Acho que vou arriscar no food truck a partir de agora…

That’s all folks!

 

Publicado por

Papai dos Investimentos

Minha trajetória e experiência com investimentos, dinheiro e um pouco de tudo, principalmente quando se tem um filho! :) https://papaidosinvestimentos.wordpress.com

5 comentários em “O que aprendi ao empreender no Carnaval”

  1. Legal seu “relatório” papai. Quem pensa que é fácil… Não é não.
    A gente olha os vendedores de rua e nem imagina todo o planejamento…
    Parabéns pela iniciativa e pelo aprendizado.
    Lanche realmente é um produto promissor no carnaval. Quase não tem. E a briga pelas bebidas é enorme.

    Curtir

    1. Obrigado pelo comentário, David!

      Sinceramente não sei dizer ainda. Superestimei demais, mas em compensação minha esposa e eu ganhamos experiência.

      Talvez foque na venda de alimentos (churrasco, sanduíche etc) pois como disse, vi apenas uma pessoa com food truck entre uns 10 vendedores de bebida!

      A maioria de nós irá pelo mais fácil (bebida é simplesmente comprar e “vender”), outros irão pelo mais “difícil” (trabalhoso) mas em compensação irão se destacar.

      Vida que segue 🙂

      Abs.

      Papai dos Investimentos
      https://papaidosinvestimentos.wordpress.com

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s